Silk screen

Neste processo de impressão, a tinta é vazada (pela pressão de um rodo ou puxador) através de uma tela preparada, a matriz serigráfica, que normalmente é feita de poliéster ou nylon.

A tela é esticada em um bastidor (quadro) de madeira ou aço, e a “gravação” se dá pelo processo de fotossensibilidade, no qual a matriz preparada com uma emulsão fotossensível é colocada sobre um fotolito e este conjunto “matriz + fotolito” é sobreposto a uma mesa de luz. Durante o processo, os pontos escuros do fotolito correspondem aos locais que ficarão vazados na tela e permitirão a passagem da tinta pela trama do tecido. Já os pontos claros, por onde a luz transpassará o fotolito e atingirá a emulsão, serão impermeabilizados pelo endurecimento da emulsão fotossensível que foi exposta à luz.

A vantagem desse processo é o baixo custo e a durabilidade do serviço, porém é cobrado por número de cores e exige-se quantidade mínima para sua execução.