Por André Haddad, seu workwear coach

Agora que os leitores já estão conscientes sobre a grande importância da uniformização a partir da abordagem do artigo anterior: 8 motivos para uniformizar sua equipe”, daremos continuidade ao treinamento, onde traçaremos técnicas eficientes para a aplicação de um projeto de uniformização de sucesso.

Uniformizar faz parte da história da humanidade. Desde crianças estamos inseridos nesta prática milenar há muito utilizada por clérigos, exércitos, escolas e corporações.  Portanto é natural que tenhamos o ímpeto de uniformizar por instinto ou copiar o que nos parece mais apropriado.

Veremos a seguir que alguns cuidados devem ser tomados antes de investir no seu projeto de uniformização:

1) Identifique o modelo mais adequado para o seu segmento

Os uniformes têm funções estéticas, mas devem ser principalmente práticos para o seu negócio. Planeje qual modelo será mais útil no dia a dia do seu colaborador.

Alguns serviços demandam mais utilização de bolsos, enquanto outros necessitam de maior resistência, por exemplo.

Alinhe o lay out dos uniformes à sua identidade visual. Escolha tecidos adequados, preservando sempre o conforto do colaborador. Para isso leve em conta a utilidade, o ambiente, a temperatura e o público para o qual estarão direcionados.

Definindo estrategicamente, desde o início, que peças irão compor seu jogo de uniforme, o risco de uma má aquisição será praticamente nulo.

2) Defina quem serão as pessoas responsáveis pela tomada de decisão

É imprescindível que todos os membros da equipe estejam motivados com o projeto de uniformização, afinal serão os colaboradores que irão utilizá-los. Entretanto, não podemos colocar todos eles no processo de decisão.

É da natureza humana o desejo de fazer parte e opinar, mas se tivermos muitas pessoas envolvidas, será difícil chegar a um consenso. Portanto, o ideal é formar uma pequena comissão responsável pela decisão de compra.

A comissão deverá ouvir o que todos têm a dizer, identificar os pontos em comum nas opiniões e avaliar a melhor estratégia de uniformização e custo para a empresa.

Depois de todas essas etapas cumpridas, a tomada de decisão será breve e a compra assertiva.

3) Setorize a uniformização

Uma prática muito eficiente é identificar as funções com uniformes diferentes. Além de funcional (pois para cada atividade existe um uniforme apropriado como vimos na dica 1), facilita a identificação do colaborador por parte do cliente.

Existem várias formas de praticar a diferenciação, sejam por modelos distintos, cores para cada função, bordados, tipos de tecido… Enfim, a empresa poderá desenvolver o critério que lhe for mais conveniente.

4) Fortaleça o sentimento de pertencimento dos indivíduos na equipe

Nada mais frustrante do que depois de todo o projeto de uniformização, sua equipe não o receber com entusiasmo.

Para evitar que isso ocorra é fundamental que os colaboradores sintam-se como parte do processo. Para tanto, eles devem ser ouvidos durante o desenvolvimento e estimulados a literalmente “vestir a camisa da empresa”.

Investir em treinamentos, orientação quanto ao uso e conservação das peças e, principalmente, o sentimento de pertencer a uma empresa que os acolhe são altamente estimulantes.

Também é válido dar o exemplo, quando membros de funções hierárquicas mais altas aderem à uniformização, mesmo com modelos diferenciados, exercem grande poder motivacional sobre seus subordinados.

5) Opte por uniformes de fácil reposição

A reposição é um cuidado que deve ser tomado. Opte por produtos que possam ser repostos com facilidade e idênticos ao original.

Na Haddad Uniformes trabalhamos com produtos em pronta entrega, portanto, não há quantidade mínima nessa linha, o que facilita a reposição.

Apenas para pedidos desenvolvidos sob encomenda, por uma questão de produtividade, a quantidade mínima é exigida.

6) Preserve seu investimento

Siga as orientações de conservação para que suas peças tenham maior durabilidade. Oriente os funcionários para que tenham zelo e façam rodízio dos uniformes, a fim de que não gastem mais uma peça do jogo do que outras.

Para que o desgaste das peças seja homogêneo, elas deverão ser utilizadas alternadamente. Enquanto uma estiver em uso, a outra deve estar em lavagem.


As 6 dicas acima, embora simples e fáceis de seguir, irão facilitar em muito a uniformização da sua empresa, minimizando qualquer risco de falhas no projeto.

Recapitulando:

  1. Devemos levar em conta a estética sem que isso comprometa a operacionalidade dos modelos.
  2. Todos os membros devem estar motivados quanto ao processo de uniformização, mas por celeridade, a decisão de compra deve estar nas mãos de um comitê específico.
  3. Setorizar a uniformização é uma técnica muito útil de comunicação interna e externa.
  4. Colaboradores orgulhosos de sua função são imprescindíveis para um eficiente projeto de uniformização.
  5. Leve em consideração qual será a política de reposição dos seus uniformes antes de optar pelo fornecedor
  6. Oriente e fiscalize os colaboradores quanto à correta conservação das peças, para que cumpram o rodízio e as instruções do fabricante.

Nosso blog está sempre à disposição para atendê-los.

Uma dúvida que surja por parte dos leitores, pode tornar-se base para nosso próximo artigo. Contribua conosco.

 

André Haddad,
seu Workwear Coach